Como aliviar os sintomas da rinite alérgica, principalmente no período da primavera

 Como aliviar os sintomas da rinite alérgica, principalmente no período da primavera

A rinite alérgica é uma reação alérgica muito comum e todos conhecem alguém próximo que volta e meia sofre com ela. Vamos entender um pouco mais sobre essa reação e verificar o que pode ser feito para aliviar os sintomas causados pelo pólen e outros causadores.

Como comentamos acima, a rinite alérgica é muito comum. Conforme a OMS (Organização Mundial da Saúde), de 20 a 25% da população em geral sofre desse mal. Leia até o final para saber como aliviar os sintomas da rinite alérgica.

Analisando a situação no Brasil, ainda conforme dados da OMS, a prevalência da rinite alérgica é uma das maiores do mundo, acometendo em torno de 25% da população.  

A rinite alérgica é um problema que atinge as vias respiratórias. Como toda alergia, ocorre por reação a alguma substância estranha ao nosso organismo, substâncias que são chamadas de alérgenos. Os sintomas da rinite alérgica aparecem em algumas pessoas devido a uma produção exagerada pelo organismo de substâncias químicas devido a reação a certos alérgenos.

Como está claro, nem todos sofrem com esse tipo de alergia, mas pode afetar qualquer pessoa e ser muito variada de pessoa para pessoa. É mais provável desenvolver rinite alérgica se existir histórico de alergias na família. Para os que sofrem, podem sofrer mais em algumas épocas do ano do que em outras. Também podem sofrer mais devido a alguns fatores causadores do que outros.

O alérgeno mais comum entre os que afetam quem tem rinite alérgica é o pólen, por isso vamos destacar nessa publicação os cuidados no período da primavera.

Quais são os sintomas mais comuns da rinite alérgica?

  • espirros
  • tosse
  • nariz correndo (coriza)
  • nariz entupido
  • coceira no nariz
  • coceira nos olhos
  • garganta seca e arranhando
  • olhos marejados
  • fadiga

Quais são os principais causadores da rinite alérgica?

Como visto mais acima, o pólen é o causador mais comum. As reações decorrentes do pólen são mais frequentes na primavera, vindo das árvores. Os sintomas se agravam em dias secos e com vento, quando existem maiores chances do pólen ser respirado. Quando há chuva as chances de inalar o pólen diminuem. No verão também podem ocorrer reações ao pólen vindo da grama seca e das ervas daninhas.



Ainda sobre o pólen, você com certeza vai pensar imediatamente no pólen das flores, mas aí entra uma curiosidade. O pólen das flores costuma ser transportado pelos insetos e não pelo vento, então são menos causadores de reações alérgicas.

Além do pólen, outros alérgenos muito comuns também estão presentes nos períodos de inverno e de chuvas, quando há mais umidade. São os ácaros e os fungos. Os alérgicos também costumam sofrer com o frio e as trocas de temperatura.

Vamos então listar os fatores causadores mais frequentes da rinite alérgica:

  • pólen
  • ácaros
  • fungos
  • poeira
  • mofo
  • pelos de animais

Além dos causadores diretos, existem fatores de risco que podem iniciar ou agravar as reações:

  • trocas bruscas de temperatura
  • poluição
  • perfumes
  • sprays em geral
  • vapores
  • fumaça
  • brisa e Vento

Como evitar as reações e aliviar os sintomas da rinite alérgica?

Infelizmente a rinite alérgica é muito difícil de ser evitada. O que se pode fazer é tentar diminuir as chances de uma reação começar ou se agravar. Para isso você deve evitar se expor a situações que você sabe que podem desencadear reações alérgicas.

Cuidados básicos para tentar evitar ou agravar uma reação:

  • manter sempre o ambiente limpo (poeira e ácaros)
  • lavar sempre as mãos
  • evitar cortinas e carpetes
  • não ter contato com livros guardados
  • não se expor a trocas bruscas de temperatura
  • assoar o nariz sempre com lenços próprios (evitar papel higiênico)
  • tomar bastante água
  • se manter agasalhado (não passar frio)
  • evitar ficar exposto a brisas ou vento (inclusive ventiladores)
  • evitar cheiros fortes (perfumes, sprays, fumaça)

Leia também:

Plantas e árvores liberam o pólen no ar. Por Kapa65 de Pixabay
Na primavera a intensidade dos sintomas também pode estar associada aos tipos de plantas.

E na primavera? Existem outros cuidados que devo tomar?

Falando especificamente da estação mais colorida do ano, na primavera o principal problema é o pólen. Plantas e árvores liberam o pólen no ar. Junto do pólen também podem existir alguns tipos de esporos de mofo. Carregados pelo vento e inalados, vão causar as reações alérgicas mais frequentes do período. 

Como comentamos mais acima, o clima também vai atuar como agente importante. Nos dias mais secos e com vento, a contagem de pólen no ar aumenta, principalmente na parte da manhã. Nos dias mais chuvosos essa contagem diminui.

Nessa época a intensidade dos sintomas também pode estar associada aos tipos de plantas. Se você sofre na primavera com a rinite alérgica, repare se por um acaso não pode estar associado a um tipo específico de árvore ou planta em que você tem contato.

Alguns cuidados especiais podem ser adotados durante a primavera e podem aliviar os sintomas da rinite alérgica. São eles:

  • manter as janelas fechadas para evitar a entrada do pólen
  • use mais o ar condicionado, pois ele filtra o pólen (mantenha os filtros limpos)
  • controle o pólen que você traz da rua (roupas, sapatos, animais de estimação)
  • não pendure a roupa para secar na rua
  • lave o cabelo diariamente no final do dia
  • troque as roupas de cama e aspire a casa com mais frequência

Existem tratamentos para a rinite alérgica?

Alguns remédios vendidos sem receita podem ajudar na redução dos sintomas da rinite alérgica. De qualquer forma você terá que testar para ver qual vai funcionar melhor no seu caso.

Se seus sintomas estiverem impactando na qualidade da sua vida, como sempre deixamos claro aqui no EuPOSSOmudar, o correto é você consultar o seu médico para obter dele a melhor indicação para tratar o seu caso. Existem alguns tipos de exames que podem ajudar a determinar a que você é mais alérgico.



Alguns medicamentos que podem ajudar:

  • anti-histamínicos
  • descongestionantes
  • sprays nasais
  • colírios

Nunca se esqueça de consultar o seu médico para tratar questões de saúde. Aproveite a estação mais colorida do ano com menos reações alérgicas!


Esperamos ter ajudado com muitas informações úteis. Se você sofre com a rinite alérgica, conte para nós como você se cuida enviando um comentário logo abaixo. Vamos compartilhar informações e experiências para que todos possam mudar suas vidas para melhor.


IMAGENS
Destaque: por cenczi de Pixabay
Imagem 2 (árvore): por Kapa65 de Pixabay



EuPOSSOmudar

EuPOSSOmudar

O EuPOSSOmudar tem como propósito informar, esclarecer, elucidar, inspirar, debater, apresentar conteúdos atuais e confiáveis, relacionados a saúde, alimentação, bem-estar, exercícios, suplementação e comportamento, para que você possa refletir, analisar e decidir por promover mudanças em seus hábitos rotineiros em busca de uma melhor qualidade de vida, saúde, satisfação pessoal, para assim ser mais feliz.

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *