Viajar e morar em um motorhome

 Viajar e morar em um motorhome

Você já pensou em viajar levando a sua casa junto? Viajar e morar sobre quatro rodas? O mercado de motorhomes no Brasil está em pleno crescimento e muitos andam pensando e sonhando com essa possibilidade.

O mercado de motorhomes no Brasil anda muito aquecido, impulsionado nos últimos tempos, por incrível que pareça, pela pandemia e o isolamento social, já que viajar dessa forma possibilita se manter preservado e longe de aglomerações. Vamos explorar nessa publicação tudo que envolve viajar e morar em um motorhome.



Tópicos dessa publicação:

  • O espírito do viajante
  • Tipos de motorhome
  • Variação de preço
  • Diferentes montagens
  • Diferenças culturais
  • Mercado brasileiro em pleno crescimento
  • Viajar, morar e trabalhar em um motorhome
  • Pode não ser para todos
  • Fazendo um test drive
  • Comprando um motorhome
  • Montagem artesanal
  • Links para compra, aluguel, montagem, viajantes, grupos de apoio
Viajar e morar em um motorhome
Somos atraídos por aventura e liberdade.

O espírito do viajante

Pensando no crescimento do mercado brasileiro, vem o questionamento: o que tem levado as pessoas a terem um maior interesse nesse tipo de veículo, viagem e mesmo forma de viver? Por que viajar e morar em um motorhome?

O ser humano por natureza é atraído pelo desconhecido. Viajar e explorar está embutido na nossa genética. Também somos atraídos por aventura e liberdade. Viajar de motorhome significa tudo isso. É levar o seu refúgio com você, explorando paisagens e lugares escondidos muitas vezes restritos para outros meios de transporte. Poder acordar cada dia em um lugar diferente. Também não ficar preso a pacotes com períodos de reserva pré-definidos, horários específicos, que roteiros de viagens tradicionais e hospedagens em hotéis ocasionam.

Quem já viaja de motorhome considera essa forma de viajar um estilo de vida. Viajar de motorhome também pode ser chamado de caravanismo, que está enquadrado como campismo, que é a “prática de turismo itinerante com alto grau de contato com a natureza, onde o indivíduo carrega seu abrigo de forma a atender a principal necessidade do ser humano: a proteção; com o lazer como sua principal finalidade”.

Muitos acabam indo além e adotam esse estilo para a vida, morando sobre quatro rodas. Alguns são aposentados que querem aproveitar a vida viajando com mais tranquilidade, liberdade e de uma forma diferente, mas existe uma leva crescente de jovens que estão abandonando seus empregos e adotando a estrada como forma de vida, se beneficiando das inúmeras possibilidades de trabalho online disponíveis na atualidade.

Tipos de motorhome.
Existem muitos tipos, com muitas configurações e tamanhos diferentes.

Tipos de motorhome

Motorhome, veículo recreativo, camper, campervan, caravana, autocaravana, camping car, trailer, recreational vehicle, entre outros, são as várias formas de se referir a veículos equipados com espaço de convivência e amenidades encontradas em uma residência, que normalmente incluem cozinha, banheiro e acomodações de repouso.



Existem muitos tipos, com muitas configurações e tamanhos diferentes. Para quem começa a se interessar pelo assunto fica até difícil definir qual é o modelo de preferência diante tamanha variedade. Existem empresas no mercado que seguem um padrão na montagem com modelos com configurações já definidas. Outras trabalham de forma mais flexível e até artesanal, possibilitando maior personalização da configuração e itens da casa, também a chance de economia no valor final.

Os termos motorhome (em todo mundo), autocaravana (Portugal, Espanha), camping car (França), são a designação de um tipo de casa com rodas e com motor. Trailer ou caravana (Portugal, Espanha), são as casas apenas com rodas, que precisam ser puxadas por outro veículo. Campervan ou furgão é como se chamam as vans e furgões que são preparados como motorhomes, sendo obviamente bem menores do que os motorhomes tradicionais. Camper é um tipo de casinha que é acoplada na caçamba de uma caminhonete, que hoje em dia possue praticamente a mesma estrutura de um motorhome.

Além desses tipos mais comuns, existem outros, como montagens em Kombis, que são bastante tradicionais por sinal, também em carros menores como utilitários. Na falta de dinheiro para investir em uma montagem tradicional, quando se trata de viajar e se aventurar, outros meios também são utilizados, como viajar em carros de passeio mesmo.

No Brasil

No Brasil, classificados como veículos recreativos, são divididos em três classes: A, B e C. Os do grupo A são os maiores e mais luxuosos, motorhomes montados sobre chassi de ônibus. Os do grupo B, menores e mais compactos, são as vans e furgões. No grupo C estão os motorhomes mais tradicionais, intermediários entre as classes A e B, os que tem a frente aproveitada de uma van ou furgão e a casa é montada na parte de trás. Fora essa divisão ainda temos os trailers e campers.



Na Europa

Na Europa os motorhomes também são divididos em grupos, mas as denominações podem mudar de país para país. As “capucine” (Portugal, França), ou ‘capuchina” (Espanha), são as autocaravanas (motorhomes) com um compartimento acima da cabine, onde normalmente está posicionada uma cama de casal. É fácil de identificar por causa do volume em destaque sobre os bancos do motorista e passageiro. As “perfiladas” (Portugal, Espanha), ou “profile” (França), são as autocaravanas que não tem o volume acima da cabine. Tanto “capucines” como “perfiladas” possuem casa montada sobre chassi de vans ou furgões aproveitando a cabine apenas.

No terceiro grupo estão as “integrais” (Portugal, Espanha, França), maiores, tipo micro-ônibus, com a casa montada aproveitando a estrutura da carroceria e do chassi. Não é muito comum por lá ver motorhomes montados sobre chassi de ônibus.

No outro grupo estão as “campervans”, motorhomes compactos montados aproveitando apenas o espaço disponível nas vans ou furgões. Os trailers, casas sobre rodas sem motor que precisam ser puxados por um outro veículo, são chamados de “caravana” (Portugal, Espanha).

Variação de preço

Quando falamos em preços, podemos ter uma variação grande para cada tipo, considerando também se são novos, seminovos ou usados. No Brasil, para os com tamanhos menores como no caso das vans e furgões, classe B, os preços começam em torno de R$ 100 mil reais e podem ir até perto de R$ 400 mil. Para os intermediários, classe C, podem começar perto de R$ 350 mil e chegar a R$ 600 mil. Para os maiores, classe A, como os montados sobre chassi de ônibus, podem começar custando perto de R$ 600 mil e passar de R$ 1 milhão.

Em virtude dos altos impostos e do estilo de montagem, os valores praticados no Brasil são bastante altos comparados com outros mercados, o que torna a aquisição de um veículo desses mais difícil, levando muitos interessados a buscar alternativas artesanais, ou a adaptação de Kombis e utilitários.



Na Europa, como a frota é muito grande, as opções também vão variar bastante. Em Portugal é possível comprar uma autocaravana do início dos anos 2000 por um valor próximo a 10.000 € (Euros). Os valores vão subindo de acordo com o ano, quilometragem e tipo, sendo possível fazer um bom negócio investindo entre 20 e 30 mil €. Os valores das mais novas podem ultrapassar 100 mil €.

Viajar e morar em um motorhome
São muitas as configurações possíveis.

Diferentes montagens

As diferenças também estão no estilo de montagem. Nos veículos montados no Brasil normalmente são instalados ar condicionado split, máquina de lavar roupa, várias televisões, aparelho de dvd, forno micro-ondas, aquecedor de passagem, itens que normalmente não estão presentes por exemplo nos veículos europeus.

Nos banheiros normalmente é utilizado sistema porta pote, enquanto nos veículos europeus o sistema é quase que 100% via cassete. Na Europa, devido as condições do clima no inverno, normalmente acompanha sistema de aquecimento que não costuma estar incluído nos carros brasileiros. Para a água quente no chuveiro e nas pias o mais comum é a utilização de boiler, sistema que está começando a ser usado no Brasil.

Existe também uma grande variação no tamanho e na posição das camas. Nos veículos europeus é muito comum o uso da cama francesa, sempre montada, posicionada no fundo da casa, ocupando o lado direito ou esquerdo, tendo o banheiro logo ao lado. Nos veículos brasileiros essa configuração não costuma ser utilizada, sendo que normalmente o fundo inteiro da casa é ocupado por uma cama de casal, que pode ser transversal ou longitudinal.  

Diferenças culturais

Nos Estados Unidos, Canadá, Europa, viajar e morar em um motorhome faz parte de uma cultura bastante consolidada. Nos Estados Unidos estima-se que a frota já tenha passado dos 7 milhões de veículos, enquanto na Europa de 5 milhões.

No Brasil, conforme registros recentes por parte do Denatran, podemos considerar que a frota de veículos recreativos se aproxima de 20 mil, isso porque não existe uma categoria específica e os mesmos estão incluídos em “outros”, o que já demonstra o quanto essa cultura precisa se desenvolver por aqui.

Além da gritante diferença em relação a quantidade de veículos, as diferenças também são bastante significativas quando analisamos a estrutura de apoio. O Brasil apesar de possuir um território continental com um potencial imenso para a prática do caravanismo, está muito longe de oferecer o básico de estrutura para quem viaja utilizando veículos recreativos. Não existem estações para realização do serviço nos carros, que é liberar a água suja, os detritos do banheiro e reabastecer com água limpa. Alguns postos de combustível e campings são as únicas opções. Fora que as estradas deixam muito a desejar, e a segurança é fator de muita preocupação.

Viajar e morar em um motorhome
Na Europa existem muitos campings, estacionamentos e postos de serviço.

Na Europa de uma forma geral, existe uma grande estrutura de campings, estacionamentos e postos de serviço disponíveis. Para ter uma ideia, somente na França são mais de 4000 pontos reservados para motorhomes, com estacionamento e toda a estrutura para realização do serviço.

Mercado brasileiro em pleno crescimento

Apesar de a pandemia ter sido um dos fatores que impulsionaram o mercado nos últimos meses, muito antes do novo vírus aparecer o setor já se mostrava em aquecimento, com indicativos de crescimento apontados pelas empresas do ramo ano após ano.

Mesmo com preços altos, falta de estrutura e de segurança, em 2016 o site Mercado Livre já registrava em sua plataforma um aumento de 36% nas pesquisas relacionadas a motorhomes. Em 2017 a expectativa de crescimento do setor estava em 15% e em 2018 se falava em 20% em relação ao período anterior.



No início de 2019, conforme informação da empresa americana Cruise América de aluguel de motorhomes, os brasileiros foram os que mais reservaram motorhomes para viajar pelos Estados Unidos, representando um aumento em torno de 25% em relação ao ano anterior.

Em 2020, em plena pandemia, o interesse por motorhomes deu um salto, fazendo com que as montadoras, tanto artesanais como em série, só tenham condições de atender novas encomendas a partir da metade de 2021. Em relação a possibilidade de aluguel de um motorhome, as empresas que oferecem esse serviço também estão com as reservas praticamente esgotadas em 2020.

Viajar, morar e trabalhar em um motorhome

Como mencionado mais acima, adotar o caravanismo como estilo de vida, viajar e morar em um motorhome, não é mais privilégio de pessoas mais velhas aposentadas. Muitas pessoas mais jovens, alguns bem jovens mesmo, estão mudando suas vidas, optando por deixar seus empregos tradicionais para trabalhar enquanto viajam.

Independentemente do tipo de veículo escolhido, se um motorhome maior ou apenas um carro de passeio, viajar e trabalhar tem se tornado cada vez mais possível devido a quantidade de opções de trabalho viáveis de serem mantidos de forma online, como estando em home office, no caso em car office, road office, ou quem sabe trip office.

Manter o trabalho enquanto se viaja é uma forma de bancar as despesas da viagem, como combustível, pedágios, campings, internet, comida, gás, que no caso são as despesas da moradia também, fazendo o paralelo a se estar trabalhando em um endereço comercial de forma convencional para pagar as despesas do aluguel, luz, alimentação, condução, internet etc. Poder trabalhar de qualquer lugar, permite estar em qualquer lugar, ou seja, permite manter uma vida e uma casa móveis.

Atualmente, entre os trabalhos mais comuns realizados por quem está vivendo na estrada estão: produção de conteúdo (vídeos, blog, redes sociais); programas de afiliados; criação de infoprodutos (como e-books, guias, cursos online); fotografia (como para bancos de imagens e fotos para emolduração); edição de vídeos; venda de produtos personalizados (como roupas, camisas, canecas, chaveiros); artesanato; consultoria e assessoria; trabalhos na área de TI que podem ser realizados a distância (como programação, design gráfico, webdesign).


Leia também:


Continue lendo sobre viajar e morar em um motorhome….

Viajar e morar em um motorhome
Viver na estrada pode não ser para todo mundo.

Pode não ser para todos

Apesar das possibilidades, viajar e morar em um motorhome, viver na estrada, pode não ser para todo mundo. Como dito antes, viver em um motorhome é um estilo de vida, que pode não combinar e não servir para todos.

Como em tudo na vida, sempre existem os prós e os contras. Viver em um carro adaptado como casa significa uma mudança bastante considerável em relação a viver em um apartamento ou uma casa, principalmente em relação ao espaço. Por maior que seja um motorhome, o espaço disponível é muito menor, ainda mais para o convívio diário com um companheiro(a), o que pode gerar desgaste e estresse.

Nem tudo é turismo

Não se pode imaginar que viver na estrada é estar sempre fazendo turismo, passeando e apreciando novos lugares e paisagens. Viajar e morar em um motorhome, viver em um carro que também é casa, dá trabalho e manutenção assim como um carro e uma casa convencionais dão. Na parte casa é preciso fazer a limpeza, comida, lavar a louça, lavar a roupa, trocar o gás, verificar sistemas elétricos e hidráulicos. Na parte carro é preciso fazer a manutenção normal, como abastecer de combustível, verificar níveis, calibrar pneus, fazer as revisões e manutenções programadas.

Além das questões normais, que também são feitas em uma vida convencional, morar em um carro/casa exige também “fazer o serviço”, que como vimos é procurar lugares apropriados para despejar a água cinza (pias e banho), a água negra (detritos do vaso sanitário), e reabastecer com água limpa, sempre que os níveis estiverem se esgotando, o que pode acontecer, em médio, a cada 2 a 4 dias.

Morar em uma casa sobre rodas possibilita estar cada dia em um lugar, mas para isso é necessário encontrar a cada dia, um lugar para estacionar, que tenha vaga e que seja permitido pernoitar. Isso pode ser trabalhoso e cansativo, mas que faz parte desse estilo de vida.

Outra questão importante é o espaço da geladeira e da dispensa, que são bem menores do que em uma moradia convencional. Com isso não se pode manter muita reserva de comida, tornando as idas ao supermercado muito mais frequentes e necessárias.

Viajar e morar em um motorhome
Viver na estrada e junto da natureza reserva alguns inconvenientes.

Insetos e variações climáticas

Viver na estrada e junto da natureza também tem outros inconvenientes, como o contato com insetos, principalmente mosquitos e moscas. É item obrigatório telas mosquiteiro em todas as aberturas.

Outro fator relevante é a temperatura, tanto o calor como o frio. Muitos motorhomes brasileiros tem ar condicionado split, mas que só podem ser ligados quando a casa está conectada a uma fonte de energia externa, o que normalmente só acontece em campings. Os motorhomes europeus não costumam ter ar condicionado tipo split, apenas ventilação com cooler como item extra instalado se for de interesse do proprietário. Então o calor pode ser uma realidade frequente e pode incomodar muito os mais acalorados.

O frio também pode ser um problema. Nos carros brasileiros não é comum ter aquecimento, o que com certeza faz falta em viagens a regiões mais frias, como ao sul da América do Sul. Na Europa, devido ao frio intenso no inverno, é padrão os carros terem aquecimento a gás.  

Adaptação

Diante de tudo isso, é importante estar ciente que viajar e morar em um motorhome requer adaptação para uma nova realidade com novas necessidades. Pode ser interessante fazer uma experiência prévia antes de decidir por uma mudança definitiva, pois essa nova rotina pode não agradar a todos.    

Fazendo um test drive

Uma forma de testar como é viajar e morar em um motorhome, de testar como é viver na estrada, é alugar um motorhome. Esse serviço é bem comum na Europa, Estados Unidos, Canadá, e tem se popularizado muito no Brasil, com registro de um aumento em torno de 70% na procura por reservas para o segundo semestre de 2020 em relação ao mesmo período de 2019.   

O aluguel pode ser por alguns dias, semanas e até meses, e pode ser uma boa forma de experimentar como é viver neste estilo de vida, com sua liberdade, privacidade, possibilidades de roteiros incríveis, mas também todo o trabalho envolvido, como manter os níveis dos tanques de água limpa e suja, do gás, realizar o serviço, supermercado, e buscar estacionamentos para pernoitar. Também conviver com os possíveis incômodos que fazem parte desse tipo de viagem listados mais acima.

Motorhomes seminovos ou usado podem ser um bom negócio.
É possível fazer um bom negócio comprando um motorhome seminovo ou usado.

Comprando um motorhome

Tratando agora sobre a aquisição de um motorhome, como vimos antes, um novo no Brasil infelizmente custa caro, começando com preços equivalentes à de um apartamento de 2 quartos. Você pode estar economizando para isso, aguardando o momento da aposentadoria, se preparando para um financiamento, ter um imóvel para usar no negócio, enfim. Se esse for o seu caso, existem algumas empresas no mercado que fabricam veículos com modelos e configurações pré-definidas, como de série. De qualquer forma não costumam ter veículos a pronta entrega, sendo necessário fazer a encomenda e aguardar alguns meses até a entrega.

Outra possibilidade é adquirir um veículo seminovo ou usado. O preço cai um pouco, apesar de ainda serem valores altos. Como na venda de veículos de passeio, quanto mais antigos e maior quilometragem, menores os preços e maiores as possibilidades de negociação. Igual vale ficar atento a mecânica do carro e o funcionamento dos itens da casa.

Os anúncios em sites de venda tem aumentando junto com o aquecimento do mercado, então existe a possibilidade de negociação com proprietários de veículos particulares. Uma outra possibilidade é contatar revendas, que normalmente oferecem veículos seminovos e usados revisados e com garantia, o que pode ser um fator positivo e de maior tranquilidade.

Montagem artesanal

Começar a viajar e morar em um motorhome pode ser difícil e custar muito caro. Pode demandar um esforço financeiro além da conta para muitas pessoas. Para apressar a realização desse sonho, uma outra possibilidade é partir para a construção artesanal, ou seja, buscar empresas no mercado que constroem veículos sob medida, conforme o desejo e as condições financeiras do cliente.

Diante dos altos preços para a compra de um novo ou mesmo usado, essa modalidade vem ganhando cada vez mais adeptos. A montagem artesanal possibilita economizar tanto na montagem da casa como na compra do veículo que será transformado em motorhome, pois podem ser ajustadas conforme as condições financeiras do interessado.

Kombi, um clássico do caravanismo.
Kombi, um clássico do caravanismo.

Para uma montagem artesanal normalmente são utilizados carros usados, com um pouco mais de idade, com a possibilidade da aquisição de vans menores e Kombis. Falando em Kombi, é um clássico do caravanismo, com uma legião de apaixonados, e igualmente um número enorme de montagens artesanais devido ao valor total entre carro e montagem serem bem mais acessíveis.

Tem também quem monte seu próprio motorhome, na garagem de casa, às vezes de forma bem simplificada. No final das contas o que vale é sair em viagem.

Concluindo

Esse foi o artigo sobre viajar e morar em um motorhome. Esperamos que tenha sido uma leitura agradável para quem já se interessa pelo assunto, e também para quem está começando a se interessar.

O artigo contém muitas informações interessantes sobre o tema, mas ainda não acabou! Abaixo uma relação sensacional de links para vários serviços e mais informações para você ir além e se envolver ainda mais com o universo do caravanismo.

Saiba mais:

Comprar motorhome

EMPRESAS NO BRASIL
CLASSIFICADOS NO BRASIL
EMPRESAS NO EXTERIOR
CLASSIFICADOS NO EXTERIOR

Alugar motorhome

NO BRASIL
NO EXTERIOR

Montagem artesanal e personalizada

Apresentando Motorhomes (Canais no YouTube)

Viajantes (Canais no YouTube)

VIAJANDO PELO BRASIL E AMÉRICAS
VIAJANDO PELA EUROPA

Grupos de Apoio no Brasil

Publicações


IMAGENS:
Destaque: por coloringcuties de Pixabay
2 – Motorhome na sombra de uma árvore: por memorycatcher de Pixabay
3 – Vários tipos de motorhomes estacionados: por memorycatcher de Pixabay
4 – Galeria de imagens tipos de motorhomes:
-> 4.1 – Capucine, Classe C: por schlappohr de Pixabay
-> 4.2 – Perfilada, Classe C: por jaclou-dl de Pixabay
-> 4.3 – Integral, Classe A: por thetrond de Pixabay
-> 4.4 – Campervan, Classe B: por campingbil de Pixabay
-> 4.5 – Trailer: por engin_akyurt de Pixabay
-> 4.6 – Camper: por mikegoad de Pixabay
-> 4.7 – Classe A: por paulbr75 de Pixabay
-> 4.8 – Kombi Home: por poposky de Pixabay
5 – Pessoa fazendo refeição no motorhome: por inkflo de Pixabay
6 – Muitos motorhomes estacionados: por chrmueller de Pixabay
7 – Motorhome estacionado na beira de um lago: por memorycatcher de Pixabay
8 – Motorhome estacionado entre árvores: por memorycatcher de Pixabay
9 – Estacionamento motorhomes junto ao mar: por communication-76 de Pixabay
10 – Kombi azul estacionada perto da água: por abeijeman de Pixabay



EuPOSSOmudar

EuPOSSOmudar

O EuPOSSOmudar tem como propósito informar, esclarecer, elucidar, inspirar, debater, apresentar conteúdos atuais e confiáveis, relacionados a saúde, alimentação, bem-estar, exercícios, suplementação e comportamento, para que você possa refletir, analisar e decidir por promover mudanças em seus hábitos rotineiros em busca de uma melhor qualidade de vida, saúde, satisfação pessoal, para assim ser mais feliz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + catorze =